domingo, 25 de abril de 2010

Confia no Pai...


Ontem a noite durante o culto,começamos a ler a palavra no capitulo l4 do livro de João e lemos até o capitulo 17.
Durante a leitura eu ficava pensando aonde o Pastor quer nos levar lendo estes 4 capítulos.Após finda a leitura ele nos indagou? quantas vezes costumamos ler assim a palavra em sequência,em coletividade quantas vezes?as vezes lemos um versículo,ou até mesmo lemos um livro inteiro mas com que entendimento.

Pois bem o que ele queria nos dizer era simplesmente que devemos entregar todas as nossas preocupações ,petições ao Pai.
"Eu sou o caminho,e a verdade,e a vida.Ninguém vem ao Pai senão por mim."(joão 14-6)
Quantas vezes nos pegamos tentando enxergar a imagem do Pai,se nem ao menos conseguimos enxergar a Jesus como ele é.

"Não crês tu que estou no Pai e que o Pai está em mim?As palavras que vos digo,não as digo de mim mesmo ,mas o Pai que está em mim,é quem faz as obras"(joão l4-10)

No versículo 20 do capitulo 17 de joão Jesus fala
-Eu não rogo somente por estes,mas também por aqueles que,pela sua palavra,hão de crer em mim.
Jesus orou e intercedeu por nós junto ao Pai pedindo por nós antes mesmo de nossas conversões.
O Pai está no comando de nossas vidas,logo devemos aquietar os nossos corações e deixar que o Espírito Santo complete a obra em nós.
Não sou teólogo nem um grande estudioso da palavra,mas sei que as vezes e muitas vezes deixamos nossas aflições serem maiores do que realmente são.
O que quero é aquietar o meu coração e a minha alma e deixar que o Senhor complete sua obra em nós.
Pois através de Jesus conhecemos ao Pai para que o amor que Deus amou ao seu filho esteja em nós e Jesus esteja conosco.

Vivendo em União.





Hoje, ao assistir a uma partida de basquete dos insuperáveis Harlem Globetrotters, pensei na unidade de uma equipe como o alicerce da vitória e na veracidade do versículo de Mateus (nas palavras de Jesus) sobre o que ocorre quando, contrariamente, não existe união: “Todo reino dividido contra si mesmo é devastado e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá” (Mt 12: 25).

De fato, todo time vencedor é fundamentado na unidade e as pessoas devem procurar viver de modo semelhante. Em uma outra ocasião Jesus afirmou, em oração, que os homens precisavam ser um entre si, assim como ele era um com o seu Pai. E ele mesmo intercedeu por nós: “Que sejam um como nós somos um” (Jo 17: 11).


Este é justamente o nosso desafio: construir as pontes e vínculos entre nós e as pessoas do nosso convívio (nossos familiares, amigos e conhecidos) para que os nossos relacionamentos sejam semelhantes a uma equipe vencedora em todos os aspectos.


Isso não é algo fácil de se conseguir. A busca da unidade requer muito de nós, tanto no sentido da responsabilidade de amar o próximo em todas as ocasiões, quanto no nosso empenho na edificação em si, ora na superação das barreiras que nos separam uns dos outros (e no consequente prevalecimento do perdão), ora no exercício de liderança para com os necessitados de apoio, orientação e direcionamento, de modo que a nossas atitudes sejam exemplo para os que nos cercam.


Os benefícios da nossa postura excedem as dificuldades que possamos enfrentar. É somente por meio da unidade que as crises são superadas, os embates solucionados e os objetivos comuns alcançados, o que também demonstra amadurecimento da parte dos que se mantêm unidos não importando as circunstâncias. Acima de tudo, é por meio da vida em unidade que agradamos o Pai e nos colocamos em acordo com a sua vontade para nós. Isso, além de nos fazer sentir bem e seguros, dá-nos a sensação de missão cumprida, a primeira etapa na nossa caminhada como agentes de transformação.

Fique na Paz,

Ap. Rina

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Uma Questão de Fé.


Tenho lido e escutado muito nestes últimos dias sobre o amor,adoração,entrega,sobre o que é certo e errado,o que devemos ouvir e falar,cantar,comer,vestir uma infinidade de coisas.
É engraçado como temos soluções mirabolantes para a vida de nossos irmãos e,não conseguimos enxergar nossos próprios defeitos.
Queremos atenção mas não a damos,queremos ser ouvidos mas não escutamos,queremos ser amados mas não amamos,queremos tudo mas não damos nada em troca.
As vezes basta eu dar o primeiro passo e estender a mão para o irmão do lado mas não faço,por que fico esperando que o outro tenha esta iniciativa,orgulho,soberba são estas coisas que nos impedem de vivermos uma vida plena com Cristo Jesus.
Até quando vamos viver assim?falamos da igreja primitiva de Atos aonde todos dividiam tudo,aonde todos falavam e escutavam o que um tinha a dizer ao outro.
Mas acima de tudo havia um desejo enorme de conhecer a palavra de se viver como Jesus vivia de se entregar totalmente a Deus.

O que nos impede de sermos iguais aos nossos irmãos de outrora,pois para eles não havia barreiras,religiosas,nacional,cultural,ou racial,nem oposição ou perseguição puderam impedir o avanço do evangelho.
No Salmo 125 nos fala que aqueles que confiam no Senhor,são comparáveis ao monte de Sião, que não se abalam,"mas permanecem para sempre".
Quando temos fé nada nos impede de alcançarmos nossos objetivos sejam eles quaisquer que sejam,então por isso não importa o que nos falem ou nos ensinem se não tivermos esperança e fé de nada adianta termos o melhor emprego,estudar na melhor das faculdade,ter uma bela casa,um carrão,nada disso vai mexer com Deus.
Basta uma só coisa para vivermos bem é amar "Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo" pronto não precisa de fórmula magica para sermos felizes.
Considerai os lírios,como eles crescem;não trabalham,nem fiam;e digo-vos que nem ainda Salomão,em toda sua glória,se vestiu como um deles(Lucas 12-27).
Somos ou não somos homens de pequena fé?

obrigado pela visita.

contador grátis
Loading...